Marketing Digital e o Pós Pandemia.

Como se posicionar nesse novo mercado?

Marketing Digital e o Pós Pandemia — Como se posicionar nesse novo mercado?
O pós pandemia, traz alguns desafios e uma pausa para um replanejamento e ajustes dos processos.

Para quem acompanha nosso Blog, viu toda evolução do Marketing Digital ao longo dos anos, com sua ascensão em 1990, devido à quantidade de pessoas que passaram a ter acesso à internet, passando por toda evolução até agora.

A pressa e a necessidade das empresas e a urgência para se posicionar no mercado online, todas as mudanças e perspectivas quebradas pelos acontecimentos dos últimos dois anos.

Com a chegada da Pandemia do covid-19 em 2020, veio o isolamento social, as pessoas não estavam mais saindo de casa, os trabalhos em escritórios foram trocados por home office/trabalho remoto.

O modo como as pessoas se comunicavam, conviviam e compravam mudou, obrigando as empresas a repensar a forma de chegar até seus consumidores/clientes e comercializar seus produtos e serviços.

Muitas empresas ainda não tinham presença online, tiveram que mudar seus hábitos, para muitos foi uma mudança drástica. Algumas empresas acabaram quebrando por causa disso, não souberam se adaptar à nova realidade e ficaram perdidos sem saber por onde começar ou como trabalhar de forma online.

Nesse momento o marketing digital se tornou extremamente importante para a economia e para as empresas se manterem no mercado, contornando os prejuízos causados pelo isolamento social.

Em contrapartida, empresas que já estavam na internet viram suas vendas crescerem significativamente.

O Marketing Digital e o Pós Pandemia, traz alguns desafios para quem quer continuar posicionado nesse “novo mercado”.

Mesmo após o fim das restrições, parte da população continuou optando pela compra online, e mesmo com o fim das restrições da pandemia os principais sites continuam a ter bons resultados.

A tendência é que continue assim, mesmo com o fim da pandemia, novos hábitos foram adotados, e dificilmente vão se perder.

Marketing Digital perspectiva antes da Pandemia.

No final de 2019 foi apresentado uma grande expectativa de crescimento do mercado para 2020. Segundo a (ABComm), o faturamento do comércio eletrônico teria um crescimento previsto de 18% a mais que o ano de 2019, totalizando R$ 106 Bilhões de reais de volume financeiro em volume de vendas.

À medida que mais pessoas tem acesso à internet, mudam-se os hábitos de compra as empresas melhoram a experiência dos seus consumidores ao realizarem as compras pela internet.

As marcas investem em plataformas online, tecnologia, treinamento, logística para que o cliente não só compre uma vez, mas se torne recorrente e fiel à marca, aumentando o Life Time Value do cliente com a empresa.

O Isolamento social e a pressa para se reinventar.

Em meados de março de 2020, fomos pegos de surpresa por medidas restritivas impostas pelas autoridades, a fim de conter o avanço da doença Covid-19.

Os trabalhos que eram presenciais passaram a ser feitos no modelo home-office, e empresas categorizadas como essenciais, foram as únicas a poder manter seu funcionamento.

Com as restrições sem prazo para terminar, medidas de urgência foram tomadas, e muitos comércios se viram despreparados para a atual situação com queda em suas receitas.

Em decorrência, o desemprego no Brasil subiu para 14,4%, segundo dados da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), feita pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

A queda na economia também apresentou números assustadores, sendo que o PIB de 2020 no Brasil caiu para 4,1% com pandemia, o pior resultado em 24 anos. De repente você acorda e se depara com todas as ruas vazias e comércios fechados, quem já estava no mercado online apenas se ajustou a nova tendência e continuou progredindo, mas e quem estava fora?

Março é o mês que tudo começa a caminhar, após a passagem das festas acompanhadas das férias e carnaval. E de repente as empresas viram seu faturamento indo por água abaixo, com serviços não essenciais fechados.

As empresas se viram obrigadas a mudar suas estratégias para o mercado online, aproveitando das estratégias do marketing digital, das tecnologias e nos processos internos de suas organizações.

O comércio eletrônico cresceu de forma exponencial, surpreendendo a todos. Devido os acontecimentos mais 19 milhões de pessoas realizaram a sua primeira compra pela internet, à medida que as empresas passaram a disponibilizar os serviços e vendas nas plataformas online.

Segundo a ABComm em parceria com a Neotrust, o crescimento das vendas foi de 104,2% em comparação com 2019, movimentando o equivalente a 33 bilhões.

Veremos agora os principais segmentos que cresceram nesse período de pandemia:

  • E-commerce: Com a necessidade das adaptações dos comércios, muitas empresas começaram a disponibilizar seus produtos em plataformas online.
    Com recorde de crescimento em 2021 os E-commerces apresentaram crescimento de 31% em relação ao mesmo período do ano anterior, movimentando cerca de R$ 50 bilhões. A decorrência disso foi o aumento no ticket médio para R$534,00, atingindo um total de 100 milhões de pedidos online.
  • Setor Farmacêutico: No geral o setor que apresentou destaque no crescimento durante o período de pandemia foi o da saúde, com a necessidade da utilização produtos para higienização e outros cuidados como uso de máscaras, luvas etc.
    Vimos as empresas rapidamente mudarem suas linhas de produção para entregar soluções rápidas durante o período de pandemia.
  • Imobiliário: Outro setor que apresentou grande crescimento foi o imobiliário, com todas as restrições e adaptações para o modelo home-office, houve alta de 26% no segundo semestre de 2020, em 2021 foram vendidos 119 mil imóveis, segundo a Abrainc.
  • Delivery: O crescimento de aplicativos de delivery durante esse período foi grande, o setor vinha apresentando um crescimento. A empresa Ifood registrou um aumento de 50% no serviço, segundo uma pesquisa da (Associação brasileira de franchising) o crescimento do delivery dobrou atingindo 36% no início da pandemia.
  • Logística: O aumento na demanda de compras online, veio a necessidade de expansão na logística e contratação de trabalhadores extras, para a entrega dos produtos em tempo ágil. Crescendo em 38% no ano de 2021 durante a pandemia.

Todas as mudanças feitas nesse período foram primordiais, cada empresa se viu na necessidade de se adaptar e se reinventar para continuar no jogo. Apesar do susto e da falta de preparo como vimos, uma situação dessa só acelerou algo que já estava previsto a acontecer.

Pare agora e olhe todo o crescimento que o Marketing digital e mercado online proporcionou. Para quem não teve medo da mudança e apenas seguiu, veja quantas empresas surgiram nesse período, e o crescimento de vários setores.

Marketing Digital e o Pós Pandemia — Como se posicionar nesse novo mercado?

Com toda a necessidade de se reinventar, surgiram oportunidades e pontos chaves que precisam ser implantados nas empresas com urgência, o Marketing Digital e o Pós Pandemia é a hora certa para aquela pausa, e repensar alguns processos.

Se você ainda tinha alguma resistência em se posicionar no mercado online, já passou da hora disso acontecer.

A jornada de compra do seu cliente mudou, e muitas pessoas ainda irão optar pelas compras online, mesmo com a reabertura dos comércios. Para que você não fique para trás, trazemos aqui algumas tendências de mercado, mas não deixe de explorar estratégias para que você não se veja perdido, caso algo parecido aconteça.

1 — Posicionamento Online —Esse é um ponto que eu não canso de citar!

Pare agora o que está fazendo dê uma olhada ao seu redor, quantas pessoas estão utilizando um aparelho eletrônico nesse momento?

Muitas não é mesmo! Hoje a maioria das pesquisas de comércios e empresas próximas são feitas através da internet, sendo por meio das redes sociais, buscadores como google etc. Daqui pouco tempo, se o seu negócio não tiver no google, logo ele não existirá. Então já comece a se movimentar e colocar seu negócio na internet.

2 — Se reinvente —Nem todas as necessidades dos consumidores foram satisfeitas, faça pesquisas de mercado e se pergunte o que ainda falta no mercado? Qual necessidade ainda não foi suprida? Seus próprios clientes podem ser a chave para seu sucesso, observe o que eles falam. Ao invés de perseguir a concorrência ache seu próprio caminho e esteja sempre um passo à frente.

3 — Experiência positiva do cliente —Esse é o momento certo para você ajustar toda sua estratégia e melhorar os processos.

Aproveite a pausa da correria e corrija os processos, teste a integração dos canais de comunicação, e temos um conteúdo perfeito para você aqui nesse link.

A jornada do cliente mudou e muitas vezes ele passa por todos os seus canais antes de fechar uma venda, permita que a comunicação entre os canais seja igual e transparente.

4 — Social Commerce e aceleração do Marketing Digital — Aproveite a evolução das redes sociais, com as mudanças e atualizações as redes sociais deixaram de ser uma mera plataforma de relacionamento.

Muitas empresas já as usam para divulgar seus produtos e serviços, assim como vender por elas também.

As estratégias de Marketing Digital e o Pós Pandemia acompanham as tendências do mercado online, trazendo possibilidades para um bom posicionamento.

Prevíamos que o crescimento do mercado digital para 2020 seriam grandes, mas logo no início fomos pegos de surpresa pela covid-19, e tivemos a necessidade de nos adaptar com urgência.

Com todos os acontecimentos dos últimos dois anos, e todas as mudanças apresentadas para os próximos, fica impossível não ver o tanto de possibilidades que o mercado digital tem a oferecer.

Empresas estão se adiantando e explorando novas oportunidades, traçando novas rotas e procurando melhor caminho para manter um bom posicionamento no mercado.

Mesmo com a disputa acirrada, sempre tem espaço para você posicionar sua empresa e se antecipar.

Diante de todos os acontecimentos é importante você saber onde e como se posicionar. E por esse motivo nosso próximo artigo traz para vocês um assunto muito importante para as marcas e empresas.

Como grandes empresas se posicionam em situações que paralisam o mundo, como uma marca deve se posicionar diante de acontecimentos que envolve questões humanitárias? Escolher um lado na batalha pode trazer consequências para a empresa?

Te vejo no próximo conteúdo. Até breve!